Bruno Soares e Silva

Bruno Soares e Silva, 19 anos, faleceu no dia 11/02/2002, vítima da violência que continua ceifando a vida dos jovens.Estava feliz pois havia ingressado na Faculdade Metodista onde realizaria seus sonhos,ser farmacêutico e trabalhar com seu pai, jovem estudioso e trabalhador, gostava de ajudar as pessoas necessitadas, jovem de bom coração.Aconteceu em Diadema.O caso do Bruno ficou impune. Não houve empenho policial. Os bandidos estavam a pé, e saíram tranqüilamente,mesmo assim os policiais não conseguiram encontrá-los e ainda disseram: “ não conseguimos nem as testemunhas, isto torna-se quase impossível prendê-los, pois não sabemos quem é o assassino”. Agora pergunto: “cabe à polícia investigar e chegar ao assassino e não ficar somente esperando que as testemunhas os identifiquem ou não? Num país como o nosso onde a impunidade é bola mestra da violência e a corrupção também está às alturas , muitos se omitem por medo , por falta de segurança e por não acreditar na justiça. Se fosse um filho de um ilustre teria tido mais empenho? Por que é filho de um simples trabalhador honesto, e cumpridor de seus deveres? Se fosse seu filho, o que faria?” Passaram-se 03 anos e até hoje nada foi feito, posso estar cruzando com os assassinos do meu filho, sem saber .Com certeza devem estar destruindo mais e mais famílias, pois quem comete um , comete mais e mais, pois a impunidade incentiva continuar neste mundo dos crimes.E eu, nós, a família, vivemos neste sofrimento infinito, aprendendo a conviver com essa perda irreparável , a dor incurável, que somente nós sabemos a imensidão dessa dor.Hoje rezo e peço à Nossa Senhora que tenha misericórdia de nosso povo e ilumine os políticos, para que coloquem um basta na violência. E que a alma do Bruno descanse em paz. SAUDADES. Mãe.

                                                                                                   Web Design: Elizabeth Metynoski *Todos os Direitos Reservados*